Bate-Papo com um Resiliente: Daniel Luis

O Daniel Luis é aluno da turma fundadora da Resilia, e participou do nosso curso entre Outubro de 2019 e Maio de 2020. Desde o ano passado, o Daniel se dedicou intensamente à Resilia, com foco em programação front-end, e no dia 11 de Junho irá começar sua carreira em tecnologia como Desenvolvedor Front-End Júnior na Infoglobo.

Conversamos um pouco com ele sobre como foi sua jornada até aqui: desde a decisão de se matricular no curso, até os maiores aprendizados e dificuldades dos últimos meses e o processo seletivo para a vaga de emprego. Abaixo você confere um pouco do que ele nos contou!

Por que você decidiu aplicar para o curso da Resilia?

Daniel: Eu já havia feito por um tempo faculdade de Desenvolvimento de Sistemas, mas não cheguei a concluir e acabei desistindo da área de tecnologia. Resolvi que queria trabalhar mais com alguma área que envolvesse criatividade e menos teoria. Mas, ao largar a faculdade, acabei não me envolvendo em nada novo e, depois de algumas voltas, fui trabalhar como recepcionista.

Foi então que, no ano passado, minha mãe comentou sobre a Resilia. De primeira, fiquei um pouco cético, afinal eu já tinha tido uma experiência ruim no setor, mas resolvi me inscrever. De cara, já na entrevista, pude ver que a Resilia entendia minha ânsia sobre a faculdade não refletir bem a prática do mercado de tecnologia e logo nas primeiras semanas de curso consegui enxergar melhor a oportunidade e larguei meu emprego para me dedicar totalmente a aprender programação.

Qual era o seu conhecimento de programação antes de entrar na Resilia?

Daniel: Eu tinha uma ideia bem vaga. Minha impressão é que na faculdade eu não tive acesso a conceitos práticos sobre programação, sentia que o curso era muito ultrapassado. Mas eu cheguei na Resilia já sabendo o que era uma linguagem e tendo noção sobre lógica. Eu tinha tido acesso à teoria, mas nunca tinha chegado nem perto de construir a tecnologia.

E o quanto você acha que aprendeu sobre tecnologia e programação no curso?

Daniel: Bastante. Por já estar inclinado a querer me envolver mais com uma área criativa, eu já flertava com a área de front-end, e acabei me envolvendo nesse grupo para o projeto. Todo o curso é dado por meio de projetos, e o projeto demandava que eu adquirisse muito conhecimento e aprendesse sobre muitas tecnologias bem rápido. O projeto faz você encarar os problemas do dia a dia, ter uma visão e correr atrás para entregar resultados práticos.

“É importante ver que tem gente comigo, e sempre tive essa sensação no dia-a-dia de projetos da Resilia. Foram dias e dias produzindo, solucionando problemas, e não importa quantas horas fossem, tinha uma galera ali comigo, e eu sabia que eles estariam ali no dia seguinte.”

Quais hábitos você mudou ao longo dos últimos meses na Resilia?

Daniel: Eu era muito preguiçoso e sem rotina nenhuma. Conseguia dispersar fácil de qualquer atividade sem sentir o peso das consequências. Sinto que na Resilia adquiri um maior senso de disciplina e urgência.

Hoje em dia consigo estudar todos os dias três ou quatro horas, algo que tempos atrás não conseguiria imaginar. O mais impressionante é que não me sinto sem energia por isso.No final do dia eu fico satisfeito, me engrandece e deixa feliz ver esse esforço. Essa é uma grande mudança do Daniel de antes para o Daniel de depois.

Acho que um ponto dessa mudança foi o apoio que tive também. Criei uma rotina de estudos com dois amigos meus. É importante ver que tem gente comigo, e sempre tive essa sensação no dia-a-dia de projetos da Resilia. Foram dias e dias produzindo, solucionando problemas, e não importa quantas horas fossem, tinha uma galera ali comigo, e eu sabia que eles estariam ali no dia seguinte.

“Eu encontrei a Resilia no momento certo, porque eu estava buscando dar um passo. Eu indicaria a Resilia para quem está aberto e procurando por uma mudança de vida, disposto a absorver muito além das três horas diárias.”

Você indicaria a Resilia para algum amigo?

Daniel: Eu acho que é muito pessoal. Depende de quem for. Eu encontrei a Resilia no momento certo, porque eu estava buscando dar um passo. Eu indicaria a Resilia para quem está aberto e procurando por uma mudança de vida, disposto a absorver muito além das três horas diárias.

O Daniel de três anos atrás, por exemplo, não teria se beneficiado como eu me beneficiei.

Para qual vaga você foi contratado e quando você começa o seu trabalho?

Daniel: Eu fui contratado como Desenvolvedor Front End Júnior na Infoglobo. Começando no dia 11 de Junho.

Como você ficou sabendo da vaga na Infoglobo?

Daniel: Quando começamos a fazer o projeto final do curso, em fevereiro, eu já sabia que queria ir para a área de front-end, já tinha me encontrado na área, e queria estar empregado em maio. De fevereiro a março eu mandei email para vários recrutadores, inclusive para vagas Sênior ou Plenas, perguntando sobre oportunidades Júnior.

Na Infoglobo, eu vi uma vaga em back-end Python e perguntei no email de contato se havia oportunidade para front-end. O recrutador logo me respondeu com uma oportunidade e um desafio.

Como foi o processo de contratação?

Daniel: Eu enviei o currículo e logo na sequência ele tinha me mandado o desafio, com prazo de uma semana. Entreguei quase no final do prazo e ele me respondeu dizendo que tinha gostado do resultado e queria conversar.

A conversa foi bem informal, com o Líder Técnico da área e o Desenvolvedor mais antigo deles. Batemos um papo sobre os meus erros e acertos no teste, sobre o dia-a-dia do trabalho e um pouco sobre minha história.

Logo depois já perguntaram se eu estava disponível e me passaram para o RH, que me enviou proposta. Isso foi no final de março. Logo depois a situação com a COVID deteriorou no Brasil e o processo foi pausado. A confirmação veio só agora, no início de maio.

“O curso também realmente me ajudou muito a ter o controle e segurança sobre a minha capacidade de aprendizado. Entender que eu não preciso me desesperar, e que com garra posso alcançar os conhecimentos que preciso.”

No que você destaca que o curso da Resilia te ajudou na preparação para conseguir essa vaga?

Daniel: Logo antes dessa conversa com a Infoglobo nós tivemos uma mentoria sobre entrevistas, onde recebi vários toques que me marcaram sobre como montar um discurso para uma entrevista. Foi muito importante esse entendimento de como me colocar como protagonista da minha própria história e saber contar cada passo até chegar ali.

O curso também realmente me ajudou muito a ter o controle e segurança sobre a minha capacidade de aprendizado. Entender que eu não preciso me desesperar, e que com garra posso alcançar os conhecimentos que preciso.

Quais são os seus objetivos futuros e de carreira?

Daniel: O meu objetivo principal no momento é conseguir estabilidade financeira para me mudar, e morar sozinho no Rio. Hoje eu moro em São Gonçalo, um pouco longe. Sinto que agora dei o primeiro passo nessa direção.

Esse objetivo pessoal anda junto com o meu profissional, que é de conseguir ser um desenvolvedor que não saia do mercado de trabalho por falta de capacidade. E, mais pra frente, quero continuar dando continuidade a carreira e a melhorar minha qualidade de vida, me tornando um desenvolvedor sênior e pleno.

Mais informações

Você pode saber um pouco mais sobre a Resilia acessando nosso site ou enviando dúvidas via email.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store